A CURVATURA DO ESPAÇO-TEMPO POR ADEMILSON ROSA

       Isaac Newton, matemático inglês, descobriu a Gravidade. A Gravidade é a força que atrai dos corpos um para o outro. Até aí, tudo bem. A mesma força que atrai a Lua para Terra, atrai a Terra para o Sol. Até aí, tudo bem. Mas que força estranha é essa? A Gravidade! Ok! Mas onde está essa força? Está no centro da Terra. Bem, se etá no centro da Terra, também está no centro Sol e da Lua. Complicado! Por que essa força está no centro da Terra? Nem o Isaac Newton sabia responder. Agora, não está nada bem!
       Essa teoria sobre a translação dos planetas, formulada por Isaac Newton, foi aceita até aparecer um gênio alemão, chamado Albert Einstein, onde mudou o conceito da translação dos planetas com sua Teoria da Relatividade que, na verdade, é um conjunto de duas teorias: a Relatividade Restrita (ou Especial) e a Relatividade Geral.
       O meu objetivo com essa postagem é explicar, de maneira bem clara, a curvatura do espaço-tempo que, na verdade, é a Gravidade. Einstein descobriu que o espaço não era vazio, mas sim, como um tecido, na qual podemos dobrar, torcer e curvar. A Terra curva o espaço e, ao curvar o espaço, atrai a Lua para ela, porque o espaço empurra a Lua para Terra, onde acontece a translação. A mesma coisa acontece com o Sol, pois ele curva o espaço mais do que todos os planetas, atraindo os planetas para ele, porque a sua massa é muito maior.
       Chama-se espaço-tempo, porque Einstein descobriu que o espaço e o tempo estão entrelaçados. Esse entrelaçamento faz o tempo e o espaço ser uma coisa só. Quando estamos em movimento, o tempo passa mais devagar para nós; mas quando estamos parado, o tempo passa mais de pressa.
       Quando um fruto cai da árvore, ele não é puxado para Terra, mas sim, empurrado pelo espaço para Terra.

                                                          A curvatura do espaço-tempo.
         


        

Comentários