quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

O DESINTERESSE PELA MATEMÁTICA

    Antigamente, era muito mais fácil dar aula, principalmente, aula de matemática, pois o professor era visto como uma autoridade máxima, porque ele tinha apoio dos pais e da equipe pedagógica, e os alunos eram mais interessados, de uma maneira geral, nos estudos. Atualmente, vemos o inverso: o professor é sempre o vilão da história; os alunos não têm interesse em aprender; os pais culpam sempre o professor, quando algo dá errado; e, a escola não dá suporte ao professor.
    Os professores de hoje, passam horas planejando uma maneira de deixar as aula mais interessantes, para que o aluno desperte o interesse pelo conteúdo que será dado. Eu sou professor de física e matemática, duas ciências temidas ou odiadas pelos alunos, que mostram total desinteresse em aprender.
    Para despertar o interesse dos alunos pela matemática, eu passo horas visitando sites, lendo livros ou artigos, enfim, tudo que mostre uma nova ideia, para despertar o interesse pela matemática. Esses métodos, a maioria funciona, mas em algumas escolas, principalmente, as particulares, existe uma meia dúzia de alunos que estão em sala de aula só para atrapalhar aula do professor, e contaminam toda  a turma, impedindo que a metodologia dê certo.
    Para as minhas aulas ficarem atraentes, eu proponho desafios no começo das aulas, ou uso um jogo matemático, e para as turmas que gostam de emoções fortes, eu começo a aula com um enigma, mas se nada apresentar efeito, eu apelo para a tecnologia.
    Vou encerrar esse artigo com um enigma, pois a sensação de desvendar um enigma é muito boa:

    Qual é o próximo número?
     
    10 - 31 - 94 - __

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ressonância Harmônica.